CaCO3 precipitado

O carbonato de cálcio precipitado ou sintético de constituição inorgânica, quimicamente inerte, é obtido pela reação de uma solução de cloreto de cálcio com uma solução de carbonato de sódio, ou pela passagem do dióxido de carbono através de uma suspensão de leite de cal. É apresentado nos tipos médio, leve e extra leve, diferenciado apenas pela granulometria, sendo o médio o mais grosso e o extra leve o mais fino. Formula geral: CaCO3.

Descrição

Pó branco, fino, inodoro, insolúvel, leve, poroso e de alta absorção á óleo.

Materiais ou substâncias incompatíveis

Ácidos e sais de amônio, sofre oxidação por ultra-violeta e reação com a infiltração de chuva ácida transformando-se em sulfato de cálcio.

Aplicações em tintas

Carga muito utilizada em todos os sistemas de tintas, com exceção dos sistemas bicomponentes que utilizam ácidos para polimerização e cura, carga de alta alvura sendo utilizada como extender de TiO2 e alto poder de cobertura, porém por ser muito porosa e ter alta absorção abaixa a resistência a lavabilidade (mecânica) e fosqueia a tinta, assim deve ser utilizada em blenda com outras cargas de preferência lamelares.

Aplicação em plásticos

Muito utilizado nas resinas termoplásticas principalmente em masterbatchs como extender de TiO2, confere ao plástico transformado excelente opacidade e acabamento superficial.

Aplicações gerais

É utilizado na fabricação de tintas flexograficas, têxteis, imobiliárias, em plásticos, borrachas, como veículo de produtos, na obtenção de cálcio e dióxido de carbono, na neutralização de ácidos, correção de solos, etc.

Estas informações correspondem ao conhecimento adquirido ao longo do tempo pela Minérios Ouro Branco na fabricação e comercialização deste produto, vindo a instruir sobre os nossos produtos e suas possíveis aplicações, essas informações não caracterizam propriedades especificas dos produtos. Data: 12/2004